As cores e os seus significados

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Ao relacionarmos as cores com os seus símbolos e significados, percebemos a grande influência psicológica que elas exercem nas nossas vidas. Captadas pelos nossos olhos e transmitidas ao cérebro, dão lugar a impulsos e reações com repercussões por todo o nosso corpo, causando estimulo ou tranquilidade, inquietação ou sensação de paz. A perceção e estudo destas ocorrências deram lugar ao uso do significado das cores no nosso dia-a-dia, no sentido de se adequar a escolha destas às necessidades e, claro, em função das suas influências.

A calma cor azul

Esta cor lembra sentimentos de tranquilidade, serenidade e harmonia, embora, muito curiosamente, também se relacione com a depressão e a frieza. Simbolicamente, representa o céu, a água e o desconhecido infinito.

Na sua consistência fria, pouco acolhedora, é também a cor associada à realeza e à aristocracia, o distinto sangue azul.

É uma cor muito usada na decoração, pela tranquilidade que incute, favorecendo os trabalhos intelectuais e a criatividade. Mas não só, porque evocando a tranquilidade e serenidade, é a cor adequada para os quartos das crianças ou jovens mais agitados, sugerindo um efeito calmante. Não esquecer, que o seu uso excessivo pode propiciar estados de sonolência, o que será o ideal para situações em que se pretende vencer a insónia, mas, convém usá-la com outras cores, para transpor essa sensaboria.

Também se relaciona com os signos do Zodíaco, estando associada ao Aquário, Peixes, Balança e Sagitário.

A esperançosa e enérgica cor verde

A cor verde é sinónimo de esperança, saúde e energia, representando a natureza viva, a juventude, a renovação e a desejada plenitude.

Esta cor provoca sensações de calma e incute equilíbrio espiritual e físico, sendo que, quando é utilizada em estados de depressão e melancolia, os seus tons harmoniosos podem proporcionar conforto e estímulo.

Adotada mundialmente pelos movimentos ecológicos e de preservação do meio ambiente, é também a cor eleita para dizer sim, ok, concordo, avance, em associação com o semáforo verde, que indica avançar.

Na decoração, dá notas de boa energia e, por isso, é aconselhável usá-la nas casas de banho para as energizar. Em termos de mistura com outras cores, deverá ter-se algum cuidado com o amarelo e o vermelho, para não passar sensações de inveja ou até raiva.

Na astrologia, está relacionada com os signos de Touro, Virgem e Balança. Nas suas tonalidades mais carregadas, relaciona-se com o signo Capricórnio, e nas mais leves, mistura-se com o azul dos signos Aquário e Peixes.

A iluminada cor amarela

Imprime calor, luminosidade, descontração, alegria e otimismo. Representa o sol, o verão e o seu calor, o êxito e a almejada felicidade. Incute inspiração, exponencia a criatividade, estimula o raciocínio e ajuda na concentração, daí ser ideal para zonas de estudo e gabinetes de trabalho.

Na decoração, um ambiente decorado ou pintado com tons de amarelo proporciona sensações de maior iluminação e de mais calor, logo, é a cor certa para usar em ambientes escuros e frios. Usada excessivamente poderá induzir à distração, o que contrasta com o uso que lhe damos nos semáforos, onde é sinónimo de atenção, precaução e alerta..

A cor amarela é associada aos signos Touro, Gémeos, Virgem e Leão, embora neste, na sua tonalidade dourada, sendo indicadora de riqueza, ouro e dinheiro e associada a inteligência e nobreza.

O místico roxo

Esta cor está associada ao misticismo, relacionando-se com o mistério, a magia e a espiritualidade. Resulta da mistura das duas cores primárias, o azul e o vermelho, e as suas tonalidades provocam sentimentos de tristeza, induzindo à introspeção.

A sua mensagem é a mudança, a transformação, servindo de inspiração para a purificação espiritual, a ultrapassagem de medos e o alcance da tranquilidade.

Com a sua própria mística, é a cor ideal para espaços de meditação, no entanto, quando utilizada excessivamente, pode dar origem a depressão e melancolia.

A cor roxa está intrinsecamente e historicamente associada à Igreja Católica, convidando a sentimentos de melancolia e penitência, sendo geralmente utilizada no período da Quaresma – paramentos sacerdotais e decoração – ou em missas ministradas em memória dos mortos.

O vermelho da paixão

Incontornavelmente, a quente cor vermelha traduz paixão, irreverência e energia.

Relacionada com sentimentos de poder e violência, está muitas vezes ligada ao perigo. É a cor do sangue e vulgarizada como a cor do coração. Simbolicamente está associada aos sentimentos de amor e de paixão, sendo uma cor energizante.

Na decoração, o seu tom vibrante associa-se a luxo e requinte, sendo um importante estimulador sexual. Utilizada excessivamente, esta cor pode induzir os sentimentos de inquietação e nervosismo. Se a usar na sua cozinha, tornará o ambiente mais caloroso e convidativo, proporcionando adicionalmente um estímulo ao apetite.

A cor vermelha tem significados distintos em diferentes contextos: na religião é a cor do diabo, do pecado e da tentação; e na política, relaciona-se com o espírito revolucionário, designadamente ligada às políticas de esquerda.

Na astrologia, esta cor une os signos Carneiro e Escorpião.

A alegre cor-de-laranja

Vitalidade, alegria e sucesso são estados associados esta cor quente. É conseguida através da mistura de duas cores primárias, o vermelho e o amarelo.

É uma cor repleta de energia e vibrante, que se associa aos atos de criação, uma vez que ajuda ao estímulo cerebral. Perante a cor de laranja, despertamos sensações relacionadas com a diversão, o calor e o verão.

O laranja é uma das cores que nos desperta sensações relacionadas com a diversão, o calor e o verão, no entanto, utilizada em excesso, pode apelar ao nervosismo e à ansiedade.

Na decoração, com uma certa moderação, aconselha-se o seu uso nas cozinhas e salas de estar e de jantar, uma vez que é uma cor estimuladora, quer do apetite, quer de uma boa conversa.

Na astrologia, a sua força está relacionada com o signo Leão.

A sofisticada e, por vezes, triste cor preta

A cor preta é a cor mais escura de todo o espectro e traduz solidão, respeito, morte (luto no ocidente) e medo. Está associada a estados de tristeza, deferência e respeito, mas, atualmente, também se relaciona com luxuosidade, elegância e sofisticação, sendo um indício de classe.

Está relacionada com algumas crenças populares, sendo a mais conhecida a que advoga que cruzar-se com um gato preto dá azar.

A cor preta resulta da mistura das três cores primárias, amarelo, vermelho e azul, e, para uns, representa a ausência de cor sendo que, para outros, consiste na total ausência de luz.

Branco, a cor mais leve de todas

A paz, a pureza e a limpeza são atributos da cor branca. É símbolo da inocência, da virgindade, da virtude e do amor a Deus e sugere libertação e equilíbrio.

Curiosamente, no ocidente, está relacionada com a vida e a alegria, enquanto que no oriente, diz respeito ao luto, à tristeza e à morte.

Na decoração, um ambiente de cor branca permite sensações de liberdade, calma e frescura, garantindo uma noção de espaço maior. No entanto, usado em excesso pode imprimir uma sensação de frieza e de vazio. Assim, sugere-se complementar a decoração com adornos coloridos. Por sorte, o branco permite fazer a combinação ideal com qualquer outra cor.

Na astrologia, o signo que está relacionado com a cor branca é o Caranguejo.

Share.

Leave A Reply